Plástica Tocantins Plástica São Paulo Plástica Paraná Plástica Pará Plástica Maranhão Plástica Mato Grosso do Sul Plástica Bahia Plástica Alagoas Plástica Acre Plástica Espirito Santo Plástica Piauí Plástica Mato Grosso Plástica Ceará Plástica Minas Portal Plástica Sergipe Portal Plástica Pernambuco Portal Plástica Rio Plástica Santa Catarina Plástica Rondônia Plástica Paraiba Plástica Rio Grande do Sul Plástica Amazonas Plástica Amapá Plástica Rio Grande do Norte Portal Plástica Goiás Plástica Roraima Plástica Brasília

DEPILAÇÃO A LASER


Depilação a laser é um dos procedimentos cosméticos mais comuns. Existem pelos indesejáveis em diversas regiões do corpo. Em geral, as pessoas encaram a presença de pelos em determinadas regiões do corpo como algo anormal e constrangedor. Em outras situações, os indivíduos querem apenas reduzir o uso de gilete, cêras e tesoura, ou outros métodos de remoção de pelos. Geralmente, a depilação a laser é usada para reduzir o crescimento de pelos da face, dorso, pernas, antebraço, e linha do biquíni. Entretanto, a depilação a laser pode ser usada para redução permanente da quantidade de pelos em qualquer área do corpo.

3D Animation

Crescimento dos pelos

Antes de aprender como funciona a depilação a laser é necessário entender sobre o crescimento dos pelos. Os pelos crescem a partir de folículos pilosos profundos, pequenas estruturas da derme. O pelo não cresce continuamente, mas se desenvolve em um ciclo de três fases. A taxa de crescimento dos pelos varia entre indivíduos, mas o comprimento do ciclo do pelo depende do tipo de pelo. Por exemplo, a fase de crescimento do pelo na cabeça dura vários anos, enquanto pelos no corpo apresentam fase de crescimento durando apenas alguns meses.

detalhe sobre o crescimento de pelos

Ciclo de crescimento dos pelos

Cada ciclo de crescimento inclui três fases: anágeno, catágeno, e telógeno. Durante a fase de anágeno, o pelo cresce a partir do folículo. A próxima fase do ciclo do pelo é fase de catágeno. É um período de transição mais curto, onde o pelo interrompe seu crescimento e o folículo piloso sofre redução de tamanho. O folículo se origina da papila dérmica que fornece os nutrientes ao folículo piloso. A papila dérmica sofre retração. A última fase do ciclo de crescimento dos pelos é o telógeno, ou fase de latência. Durante a fase de telógeno, o folículo piloso se une novamente à papila dérmica, e neste ponto o pelo entra na fase anágena novamente. Com o inicio do crescimento de um novo pelo, o pelo antigo é empurrado para fora do folículo.

Ciclos do crescimento de pelos

Como funciona a depilação a laser

Durante a depilação a laser, o laser emite energia que se propaga pela pele sendo absorvida pelo pigmento do folículo piloso e bainha do pelo. Pigmentos são substâncias que fornecem cor à pele. O laser atua por fototermólise seletiva, isso significa que a energia da luz é absorvida seletivamente por áreas pigmentadas. Os folículos pilosos em fase anágena, ou fase de crescimento, tem maior quantidade de melanina, ou pigmento, e podem absorver energia da luz do laser. Entretanto, os folículos pilosos nas fases de catágeno ou telógeno são menos pigmentados. Assim, estes folículos não absorvem tão bem a energia da luz e o crescimento do pelo é comprometido. A energia, ou calor do laser danifica o folículo piloso, e compromete a capacidade do pelo de crescer. Com o tempo, os pelos presentes no folículo danificado caem, resultando em aparência mais lisa e sem pelos na pele.

Detalhe de como funciona o laser na pele

Candidatos indicados

É importante notar que a energia da luz é absorvida por qualquer pigmento. Para melhores resultados, o pelo deve ser mais escuro que a pele. Por isso, indivíduos com pele clara e pelos escuros são melhores candidatos para depilação a laser que indivíduos com pele morena e pelos claros. Se você é de cor morena, o pigmento de sua pele absorve parte da energia da luz emitida pelo laser. Como resultado, os folículos pilosos absorvem menos energia e sua pele pode ser lesada pelo laser. Neste caso, o médico deve escolher um modo ou equipamento de laser menos potente, que emita menos energia. No caso de cabelos claros, os folículos pilosos tem menos pigmento. Assim, os folículos absorvem energia do laser da mesma forma que pessoas de pele morena. Em ambas situações, é provável que mais de um tratamento seja realizado para se atingir os resultados desejados. Entretanto, com novas tecnologias, a depilação a laser pode ser usada com sucesso em indivíduos de todos os tipos de pele e pelos.

Diferentes tons de pele e pelos

Preparação para o procedimento

Antes de iniciar o procedimento deve-se fazer a tricotomia da região usando gilete ou tesoura. Em geral, se aplica um gel na área a ser tratada que ajuda e minimizar os efeitos térmicos produzidos pelo laser para não lesar a pele. Se possível, deve-se utilizar um laser com ponteira resfriada que protege a pele durante o procedimento. Embora o procedimento seja geralmente indolor, pode-se utilizar anestesia tópica em casos de sensibilidade à dor. É necessário usar óculos de proteção para proteger os olhos da intensidade da luz produzida pelo laser. A extensão do procedimento de depilação a laser depende da área a ser tratada. Em procedimentos em pequenas áreas como axilas, apenas alguns minutos são necessários, enquanto áreas maiores como pernas, requerem aproximadamente uma hora.

Preparação do procedimento

Procedimento da depilação a laser

Durante o procedimento, o médico direciona o laser sobre a área a ser tratada. Com o pulsar intermitente do laser, ele emite energia de luz, que se propaga na pele, sendo absorvida pelos folículo pilosos. Folículos pilosos em fase anágena tem mais pigmento que folículos em outras fase de crescimento do ciclo. Assim, são capazes de absorver a energia da luz emitida pelo laser. Os folículos pilosos que absorvem energia, ou calor do laser, serão danificados. Pelos presentes nos folículos no momento do tratamento se desprendem, e ocorre comprometimento do crescimento de pelos. Como nem todos os pelos se encontram em fases idênticas de crescimento, apenas um procedimento é incapaz de tratar todos os folículos pilosos em determinada área. À medida que os folículos em fase de transição e fase de latência voltam à fase de crescimento observa-se crescimento de pelos na região. Por isso múltiplos tratamentos são necessários para tratar completamente apenas uma determinada área.

como o laser age na pele

Recuperação da depilação a laser

Após procedimento, a pele se torna vermelha ou irritada. Entretanto, a vermelhidão se reduz em um a dois dias. O médico pode recomendar o uso de cremes para proteger a pele no período de cicatrização. Também é importante utilizar filtros solares algumas semanas após o procedimento. Não se deve usar produtos que possam irritar a pele como alfa hidroxi ácidos ou adstringentes abrasivos. Não é recomendado raspar ou depilar a área de tratamento.

Recuperação da depilação

Resultados da depilação a laser

É possível notar alguns pelos na superfície da pele dentro de 7 a 10 dias após o tratamento. Estes pelos geralmente se desprendem dos folículos pilosos danificados durante o tratamento. Entretanto, nota-se também pelos novos em algumas semanas, à medida que folículos pilosos em fase de latência durante o tratamento reentram em fase de crescimento. Assim, deve-se fazer múltiplos tratamentos com intervalos de 4 a 8 semanas aproximadamente. Embora o número de tratamentos varie de individuo a individuo, a maioria recebe de seis a oito tratamentos. Os resultados da depilação a laser dependem do tom da pele, tipo de pelo, e fase de crescimento do pelo tratado. É importante notar que a depilação a laser não evita o crescimento completamente. Entretanto, a depilação a laser pode reduzir significativamente o crescimento dos pelos com o tempo, conferindo aparência lisa e sem pelos à pele.

Resultados da depilação

Cadastre-se para receber nosso informativo por e-mail
nome:
e-mail:

 
Dr. Wilmer Castillo Martinez
Cirurgião Plástico
CRM-PA: 9534
RQE: 3802
CANNA DOS CARAJÁS
Dr. Christianne Gomes Barros Neiva
Cirurgião Plástico
CRM-PA: 7953
RQE:
BELEM
Dr. Ana Elizabeth Bastos
Cirurgião Plástico
CRM-PA: 1.389
BELEM
Dr. Euler Amaral De Souza Junior
Cirurgião Plástico
CRM-PA: 52.73032-7
SANTAREM
Dr. José Piqueira Da Nóbrega Ribeiro
Cirurgião Plástico
CRM-PA: 1325
BELEM
Dr. Denis Lopes Tuma
Cirurgião Plástico
CRM-PA: 5831
BELEM
Dr. Clayton Higashi Sawada
Cirurgião Plástico
CRM-PA: 6883
RQE: 2588
BELEM
Dr. Vera Tatiana Coelho De Souza
Cirurgião Plástico
CRM-PA: 4179-PA
BELEM
Dr. Silvio Jose Bezerra Rabelo
Cirurgião Plástico
CRM-PA: 7448
BELEM
Dr. Ricardo Souza Cruz
Cirurgião Plástico
CRM-PA: 10474
RQE: 3555
BELEM
Listar Todos

Cirurgia Plástica é Com Cirurgião Plástico
Pesquisa Google
Cirurgias Plásticas
ABDOME - ABDOMINOPLASTIA CLÁSSICA ABDOME - ABDOMINOPLASTIA EM ÂNCORA ABDOME - ABDOMINOPLASTIA MINI
ABDOME - LIPOABDOMINOPLASTIA ABDOME - LIPOASPIRAÇÃO ÁCIDO HIALURÔNICO
ACNE - TRATAMENTO A LASER BIOPLASTIA BRAÇO - LIPOASPIRAÇÃO
BRAÇO - PLÁSTICA CABELO - EXPANSÃO DO COURO CABELUDO CABELO - REDUÇÃO DO COURO CABELUDO
CABELO - TRANSPLANTE CAPILAR CERATOSES CICATRIZES
CICATRIZES - TRATAMENTO A LASER CICATRIZES - TRATAMENTO CIRÚRGICO CIRURGIA CIRCUNFERENCIAL (360º)
CIRURGIA MICOGRÁFICA DE MOHS CISTOS COLÁGENO
CORPO - LIPOESCULTURA COXAS - IMPLANTE COXAS - LIFTING
COXAS - LIPOASPIRAÇÃO CRÂNIO E FACE - DEFORMIDADES CONGÊNITAS CRANIO MAXILO FACIAL
CULOTE - LIPOASPIRAÇÃO DEPILAÇÃO A LASER ESCLEROTERAPIA - REMOÇÃO DE VEIAS COM LASER
ESTRIAS - TRATAMENTO A LASER FACE - LIFITING DO TERÇO INFERIOR FACE - LIFITING DO TERÇO MÉDIO
FACE - MINILIFTING FACE - PLÁSTICA FACE - REJUVENESCIMENTO POR FIOS(RFA-ROUND BLOCK)
FISSURAS LÁBIO PALATO GLÚTEOS - LIPOASPIRAÇÃO GLÚTEOS - LIPOENXERTIA
GLÚTEOS - PRÓTESE HEMANGIOMAS HIPERIDROSE AXILAR
IMPLANTES DE BOCHECHA - MALAR LIFTING TESTA - CORONAL LIPOMAS
MAMA - IMPLANTE DE SILICONE MAMA - MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO MAMA - MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO VIA AXILAR
MAMA - RECONSTRUÇÃO APÓS MASTECTOMIA MAMA - SUSPENSÃO MAMA - SUSPENSÃO COM IMPLANTES
MÃOS - REJUVENESCIMENTO A LASER MÃOS - REJUVENESCIMENTO ENXERTO DE GORDURA MICRODERMOABRASÃO
NARIZ - RINOPLASTIA ABERTA NARIZ - RINOPLASTIA FECHADA NINFOPLASTIA - CIRURGIA ÍNTIMA FEMININA
NINFOPLASTIA - CIRURGIA ÍNTIMA MASCULINA OLHEIRAS - TRATAMENTO A LASER ORELHAS
ORELHAS - SEM CORTE ORTOGNÁTICAS PÁLPEBRAS - INFERIORES (EXTERNA)
PÁLPEBRAS - INFERIORES (INTERNA) PÁLPEBRAS - OCIDENTALIZAÇÃO PÁLPEBRAS - SUPERIORES
PANTURRILHA - PRÓTESE PEELING QUÍMICO MÉDIO PEELING QUÍMICO PROFUNDO
PEELING QUÍMICO SUPERFICIAL PEITORAL - GINECOMASTIA PEITORAL - PRÓTESE MASCULINA
PESCOÇO PESCOÇO - LIPOASPIRAÇÃO PROTETOR SOLAR
QUEIMADURAS - CIRURGIA REPARADORA QUEIXO - IMPLANTE PRÓTESE QUELÓIDES - TRATAMENTO A LASER
QUELÓIDES - TRATAMENTO CIRÚRGICO REJUVENESCIMENTO DE PELE COM LASER RUGAS - TRATAMENTO A LASER
SINAIS - RETIRADA SOBRANCELHAS - IMPLANTE CAPILAR TESTA - LIFITING
TESTA - LIFITING COM ENDOSCÓPIO TORSOPLASTIA TRANSFERÊNCIA DE GORDURA
TRATAMENTO DE RUGAS TRATAMENTO DE TELEANGIECTASIAS TUMORES DE PELE - TRATAMENTO CIRÚRGICO
VERRUGAS
Movimento Nacional de Valorização da Cirurgia Plástica